Loïe Fuller: “Quinze Anos de Minha Vida”

 

Capa Loie Fuller Quinze Anos de Minha Vida Autobiografia

QUINZE ANOS DE MINHA VIDA

Loïe Fuller

Mãe Paulo e Tales Frey (Orgs.)

Tradução: Fernando L. Costa

 

APRESENTAÇÃO

Apesar da ficção e realidade estarem diluídas, gerando informações ambíguas nalguns casos, uma estimulante trajetória de vida é apresentada na autobiografia “Quinze Anos de Minha Vida”, de Loïe Fuller, organizada por Mãe Paulo e Tales Frey e publicada pela Performatus. Sob o contexto do fim do século XIX e início do século XX, Fuller permite-nos acesso ao ambiente artístico da época e às diferentes realidades pelas quais transitava, vivendo dias glamorosos em que tinha flores e garrafas de champanhe à sua espera no camarim, bem como dias em que dançava de estômago vazio por não ter o que comer.

 

“Loïe Fuller é a encarnação absoluta desse movimento, o Art Noveau. Chéret, Toulouse-Lautrec retrataram-na, buscando os movimentos fluídos dos tecidos. Incidiu sobre as obsessões futuristas. Loïe Fuller inspirou o teatro, as artes plásticas, a poesia; foi o ponto nevrálgico de modernas sensibilidades”. – Jorge Coli

 

FICHA TÉCNICA

Autora: Loïe Fuller

Organização: Mãe Paulo e Tales Frey

Tradução: Fernando L. Costa

Revisão de texto: Marcio Honorio de Godoy

Concepção gráfica, capa e paginação: Rubens Rangel | www.estudioborogodo.com.br

Páginas: 216

ISBN: 978-65-991134-0-6

Selo: Performatus

 

Publicado pela Performatus e distribuido gratuitamente aqui.

 

Caso tenham interesse em adquirir uma cópia do livro impresso, escrevam, por favor, para: info@performatus.com.br